quarta-feira, 13 de maio de 2009

Correio da discórdia rsrs

Éramos crianças quando mamãe resolveu voltar a trabalhar fora. Para amenizar a falta que sentiríamos dela, sabiamente (ou não) ela instituiu um "correio" dentro de casa.
Nesse correio, suas queridas filhas poderiam postar qualquer bilhete ou cartinha durante o dia.
Eu, que sempre gostei de usar os recursos de comunicação disponíveis, botava para quebrar!! Usava aquela caixinha de correio loucamente, como se não houvesse o amanhã!!!
Documentava todos os alimentos que havia comido, os cascudos que dava em maninha durante o dia, as reclamações da vida social no lar...
Eu realmente "gerava empregos" lá em casa. Botava todo mundo de orelha em pé.
O problema grave mesmo foi na véspera do domingo de Páscoa, quando eu deixei um bilhetinho pro Sr. Ilustríssimo Coelhinho e, na manhã seguinte, constatei que ele não havia levado o bilhete!!

Meu, fiquei pau da vida com o fidaputa! Tive o maior trabalho para confeccionar aqueles garranchos.. tsc tsc. Se naquela época o Justus fosse presente na mídia com seu famigerado programinha de coaching e recrutamento de novos talentos, eu aplicaria um:

-Você está DEMITIDOOO!

E falando em coelhinho me lembrei de uma canção tão bonitinha...

"Ô Coelhinho, se eu fosse como tu, tirava a mão do bolso e colocava a mão no Coelhinho se eu fosse como tu, tirava a mão do bolso e colocava a mão no Coelhinho..."

3 comentários:

Isadhora disse...

Kkkkkkkkkkkkk
Que coelhinho mais ocupado, hein!!!
Que descaso!
Não se faz isso!!! É como tirar doce da boca de criança, literalmente!
kkkkkkkkk

Nádia Mara disse...

Eram muitas reclamações, ops, cartinhas e às vezes "a coelhinha" estava muito cansada!
hehehehehe

Gabitus disse...

Ah, esse coelhinho!!

Ele fazia minha mãe ficar fazendo marcas de patinhas com farinha no carpete, de tanta preguiça de ir trabalhar na Páscoa!!

Humpf!!

Nunca fui com a cara dele!!!

Beijo!